Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5320
wcag
Title: Avaliação do desempenho de leitos flutuantes de macrófitas (Vetiveria zizanioides e Phragmites australis) na remoção de metais pesados da água da Ribeira de Água Forte (Aljustrel, Sul de Portugal)
Authors: Gago, David Santos
Orientador: Carvalhos, Maria Teresa Borralho Marques dos
Almeida, Maria Adelaide Araújo de
Keywords: Leitos flutuantes
Metais pesados
Phragmites australis
Vetiveria zizanioides
Issue Date: 19-Dec-2019
Citation: Gago, D. (2019). Avaliação do desempenho de leitos flutuantes de macrófitas (Vetiveria zizanioides e Phragmites australis) na remoção de metais pesados da água da Ribeira de Água Forte (Aljustrel, Sul de Portugal). (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária.
Abstract: A área envolvente da sub-bacia da Ribeira do Roxo (bacia hidrográfica do Rio Sado), dispõe de troços completamente estéreis, pondo em causa a produtividade das atividades agrícolas aí praticadas. Tal, poderá ser devido, para alem de outros fatores, à afluência da Ribeira de Água Forte, que apresenta características de Drenagem Mineira Ácida (DMA). Considera-se, assim, pertinente a resolução deste problema, recorrendo a soluções eficazes e ambientalmente sustentáveis. O objetivo deste estudo foi testar a eficiência de remoção de metais pesados da água da Ribeira de Água Forte utilizando a tecnologia de Leitos Flutuantes (LFs) de macrófitas (Vetiveria zizanioides e Phragmites australis), em instalação piloto, monitorizando e avaliando a qualidade da água e o desempenho das mesmas. Foram construídos dois leitos, cada um contendo um tipo de macrófita e água proveniente da Ribeira de Água Forte, monitorizando-se a sua evolução durante 6 meses. Obtiveram-se taxas médias de remoção dos metais pesados na água do LF da Vetiveria zizanioides e do LF da Phragmites australis, de Fe=40%; Zn=25%; Cu=15%; Mn=14% e Fe=27%; Zn=17%; Mn=16%; Cu=6%; respetivamente. A ordem de acumulação de metais pesados na biomassa total da Vetiveria zizanioides foi de Fe>Zn>Cu>Mn e na Phragmites australis foi de Fe>Zn>Mn>Cu. O crescimento da Vetiveria zizanioides e Phragmites australis na biomassa foliar foi de 7,1 ± 0,3 cm/mês e 2,5 ± 0,0 cm/mês e na biomassa radicular 3,8 ± 0,1 cm/mês e 4,1 ± 0,2 cm/mês, respetivamente. O crescimento das macrófitas evidenciaram capacidade de sobrevivência neste tipo de meio sem a ocorrência de dano severo na sua morfologia externa e anatómica, embora com alguma inibição do crescimento. Os resultados sugerem que a tecnologia de leitos flutuantes pode ser uma alternativa ambientalmente sustentável, permitindo a remoção de metais pesados a longo prazo.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/5320
Designation: Dissertação de mestrado em Engª. do Ambiente. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária, 2019
Appears in Collections:D-TCA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
DavidGago_Dissertação_2019_PDFA.pdf4.46 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons