Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4620
wcag
Title: Cultura da alface em semi-hidroponia
Authors: Rodrigues, Sónia Jesus Valentim
Orientador: Regato, Mariana Augusta Casadinho Parrinha Duarte
Carvalho, Maria de Fátima
Almeida, Adelaide Araújo
Keywords: Substratos
Semi-hidropónico
Solução nutritiva
Residual
Ensaios
Issue Date: 9-Apr-2015
Citation: Rodrigues, S. (2015). A cultura da alface em semi-hidroponia. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária.
Abstract: Neste trabalho pretendeu-se avaliar os efeitos da utilização de três diferentes substratos na cultura semi-hidropónica da alface (Lactuca sativa L.) com recurso a duas soluções nutritivas distintas. Foi feito um primeiro ensaio com uma solução nutritiva rica em macronutrientes e micronutrientes adequada à cultura da alface, e um segundo ensaio com uma solução nutritiva com água residual pré-tratada proveniente de efluentes de uma queijaria. Os ensaios foram realizados numa estufa do Centro Hortofrutícola da Escola Superior Agrária de Beja, de novembro de 2013 a abril de 2014. O delineamento experimental foi efetuado em blocos completamente casualizados com três repetições e três tratamentos: perlite, fibra de côco e argila expandida. Durante e após os ensaios foram observados os seguintes parâmetros: número de folhas, diâmetro do repolho, peso fresco e peso seco da parte aérea, índice de clorofila e análise química da matéria seca. Relativamente ao primeiro ensaio, o resultado mais alto relativamente ao número de folhas (20 folhas), peso fresco (142,0 g) e peso seco (7,2 g) da parte aérea foi obtido nas plantas que se desenvolveram na perlite. No segundo ensaio, o resultado mais alto para o número de folhas (28 folhas), diâmetro do repolho (26,7 cm), peso fresco (118,8 g) e peso seco (9,5 g) da parte aérea foram alcançados pelas plantas que se desenvolveram na fibra de côco. Em amostras recolhidas das soluções nutritivas foram analisados vários parâmetros: pH, condutividade, potencial Redox, nitratos, nitritos, azoto amoniacal, cloretos, dureza, cálcio, fosfatos, sódio, potássio, CQO e magnésio. Estes parâmetros foram analisados tendo em conta a existência de algum nutriente limitante, que se veio a comprovar ser o azoto amoniacal. Pôde ainda comprovar-se que as plantas para além de obterem os nutrientes necessários no sistema semi-hidropónico, funcionaram também como um sistema de afinação para que a solução nutritiva com água residual pré-tratada pudesse ser descarregada no meio hídrico no final de cada ciclo.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4620
Designation: Dissertação de mestrado em Agronomia. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária, 2015
Appears in Collections:D-BIO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Sónia Rodrigues.pdf42.7 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons