Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4595
wcag
Title: A influência da educação psicomotora no desempenho escolar de uma turma com alunos com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais
Authors: Silvestre, Inês Isabel Isqueiro
Orientador: Murta, Luís Manuel da Cruz
Keywords: Dificuldades intelectuais e desenvolvimentais
Educação psicomotora
Escola
Crianças
Educação especial
Issue Date: 7-Sep-2015
Citation: Silvestre, I. (2015). A influência da educação psicomotora no desempenho escolar de uma turma com alunos com dificuldades intelectuais e desenvolvimentais. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Educação.
Abstract: As Dificuldades Intelectuais e Desenvolvimentais (DID) são difíceis de definir e de delimitar uma vez que falamos de uma população muito heterogénea. No entanto sabemos que esta problemática acarreta limitações no domínio conceptual. Este domínio está ligado a capacidades numéricas, verbais, espaciais, entre outras; ou seja a capacidades que são maioritariamente trabalhadas pela escola. Por outro lado temos autores que nos dizem que a acção psicomotora é a percursora do pensamento e do desenvolvimento cognitivo e que as actividades sensório-motoras são essenciais para o desenvolvimento de conceitos espaciais e linguísticos. São também vários os autores que referem que a Educação Psicomotora (EP) é a base fundamental para a aprendizagem da criança. Assim sendo, o objectivo principal deste trabalho é conhecer a influência que a Educação Psicomotora tem no desempenho escolar de alunos com DID. No entanto, decidimos não nos ficar por aí e estudar também a influência desta prática nos restantes alunos da turma, sem diagnóstico. A investigação realizada foi do tipo Investigação-Acção, com um design quasi-experimental de pré-teste e pós-teste com grupo de controlo não equivalente. O estudo foi realizado no Centro Escolar de São João Batista, em Beja, e teve a colaboração de duas turmas do 2º ano do 1º Ciclo. A ambas as turmas foi aplicada a Bateria Psicomotora (BPM) de Vítor da Fonseca, num momento inicial, seguida da intervenção com apenas uma das turmas (o grupo xperimental) sendo que se voltou depois a repetir o mesmo teste findo o período de intervenção. Foram também realizadas entrevistas com as professoras titulares das turmas de modo a podermos ter informação sobre outros critérios que não fazem parte da Bateria, como por exemplo o comportamento em sala de aula e as relações interpessoais. Os resultados obtidos na Bateria Psicomotora foram sujeitos a uma análise quantitativa com recurso ao programa SPSS e as entrevistas foram alvo de uma análise de conteúdo. Terminado o estudo verificámos uma ligeira melhoria nos resultados obtidos pelos alunos do grupo de intervenção e os resultados dos alunos do grupo de controlo mantiveram-se semelhantes na avaliação inicial e final.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4595
Designation: Dissertação de mestrado em Educação especial - especialização no domínio cognitivo e motor. Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Educação, 2015
Appears in Collections:D-ECSC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Inês Silvestre.pdf5.67 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons