Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4542
wcag
Title: Avaliação agronómica de variedades e efeito da densidade de sementeira em milhos híbridos
Authors: Lopes, Valter Simões
Orientador: Patanita, Manuel Joaquim Marques
Keywords: Milho híbrido
Densidade de sementeira
Variedades
Valor agronómico
Produção de grão
Issue Date: 20-Dec-2016
Citation: Lopes, V. (2016). Avaliação agronómica de variedades, e efeito da densidade de sementeira em milhos híbridos. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária.
Abstract: No nosso contexto agrícola nacional, o milho é hoje a mais importante cultura arvense, e é destacadamente, a que mais explorações agrícolas envolve. O aumento da área regada no Baixo Alentejo, decorrente do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva (EFMA), tem contribuído, para o aumento da área cultivada de milho, na qual se têm obtido elevadas produtividades e, consequentemente, bons rendimentos para os produtores. A melhoria do rendimento dos produtores passa pelo aumento das produtividades e pela redução dos custos da cultura. No que diz respeito ao aumento da produtividade, a utilização de variedades com maior potencial produtivo e mais adaptadas aos condicionalismos edafoclimáticos, juntamente com as técnicas culturais mais ajustadas, são os fatores determinantes para o aumento da produtividade. Entre as diversas técnicas culturais, a densidade de sementeira assume particular destaque, uma vez que, pelo facto de as plantas de milho não afilharem, uma semente dará origem a uma planta produtiva. Este estudo avalia o efeito da densidade de sementeira na produtividade da cultura do milho, tendo como base ensaios de campo conduzidos pela empresa Pioneer Hi Bred, realizados em Montes Velhos - Aljustrel, na empresa Agro Vale Longo Lda., num «center-pivot», com diferentes variedades de milho híbrido e diversas densidades de sementeira. No ano de 2014, estudaram-se seis variedades (‘P1524’, ‘P1535’, ‘P1574’, ‘P1758’, ‘P0837’ e ‘P0933’), sujeitas a três densidades de sementeira (75000, 85000, e 95000 sementes ha-1) e no ano de 2015 avaliaram-se cinco variedades (‘P1535’, P1570; ‘P1758’, ‘P1921’ e ‘P0937’) semeadas em três densidades de sementeira (85000, 95000, e 105000 sementes ha-1). O tipo de solo foi o mesmo e o itinerário técnico foi semelhante nos dois anos de ensaio, apenas com variação na dotação da água de rega e no tipo de fertilizante azotado. Avaliou-se ainda o comportamento produtivo da variedade ‘P1535’ semeada com diferentes densidades de sementeira em diversos locais do país no ano de 2013. Os resultados mostraram variabilidade na resposta das variedades ao aumento da densidade de sementeira, sendo que em geral as produções de grão mais elevadas se obtiveram com a densidade de sementeira de 95000 sementes ha-1. No que diz respeito ao comportamento da variedade ‘P1535’ em diversos locais, não se obteve relação significativa entre a densidade de sementeira e a produção de grão, o que indica que outros factores ambientais ou técnicas culturais terão influenciado em maior grau a produtividade desta variedade, cujo desvio padrão da média foi reduzido, dando ideia de uma reduzida interacção genótipo^ambiente.
Description: Dissertação de mestrado em Agronomia. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária, 2016
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4542
metadata.dc.identifier.doi: 201635968
201635968
Appears in Collections:D-BIO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Valter Lopes.pdf11.25 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons