Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5538
wcag
Title: O stress laboral: Um estudo dos rececionistas de estabelecimentos hoteleiros, antes e após pandemia por Covid-19
Authors: Sampaio, Vera Mónica Leitão Ameixa
Orientador: Amaral, Marta Isabel Casteleiro
Santos, Carla Maria Lopes da Silva Afonso dos
Keywords: Receção
Hotelaria
Riscos psicossociais
Segurança e higiene no trabalho
Stresse laboral
Turnos
COVID-19
Issue Date: 21-Dec-2021
Citation: Sampaio, V. (2021). O stress laboral: Um estudo dos rececionistas de estabelecimentos hoteleiros, antes e após pandemia por Covid-19. [Dissertação de mestrado, Instituto Politécnico de Beja]. Repositório Científico do Instituto Politécnico de Beja. https://hdl.handle.net/20.500.12207/5538
Abstract: O mundo laboral encontra-se em permanente transformação, exigindo cada vez mais dos trabalhadores, pelo que o número dos que sofrem de doenças relacionadas com o stresse tende a aumentar cada vez mais. E estima-se que com a pandemia por Covid-19 a situação tenha piorado significativamente. As manifestações de stresse podem ser variadas, podendo ter repercussões quer no desempenho dos trabalhadores, quer nos resultados da própria organização. Na área da hotelaria, os rececionistas de hotel encontram-se a trabalhar com horários rotativos, pelo que se deparam com implicações nos seus estilos de vida, exigindo uma adaptação a horários irregulares com consequências complexas no organismo. Com o presente estudo pretendeu-se conhecer e analisar as causas de desenvolvimento do stresse laboral em rececionistas de estabelecimentos hoteleiros em horário laboral por turnos, na zona do Baixo Alentejo, e perceber a evolução do stresse entre os profissionais antes e após o aparecimento da pandemia do COVID-19. A metodologia utilizada nesta dissertação foi de caráter quantitativo, através de uma análise descritiva de questões pertinentes para o estudo em questão resultantes da aplicação do questionário QSP-VG, complementado com um questionário elaborado que debruça sobre o impacto do aparecimento da pandemia por covid-19 para o stresse dos profissionais. Assim, em conformidade com os dados obtidos, foi possível confirmar que os principais fatores de stresse laboral nos rececionistas de estabelecimentos do setor hoteleiros, no Baixo Alentejo, incidem principalmente: no excesso e/ou sobrecarga horária; na falta de estabilidade na vida conjugal e/ou pessoal devido às responsabilidades profissionais; na gestão dos problemas graves dos clientes; na falta de tempo para realizar adequadamente as tarefas profissionais; e na falta de tempo para manter uma boa relação com as pessoas mais próximas (ex. cônjuge, filhos, amigos, etc). Por fim, foram apresentadas medidas preventivas para o stresse laboral neste grupo de profissionais, antes e após situação pandémica.
URI: https://hdl.handle.net/20.500.12207/5538
Designation: Dissertação de mestrado em Segurança e higiene no trabalho. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e Gestão, 2021
Appears in Collections:D-ENG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
PDFA_Vera_Sampaio_Dissertação.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons