Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5338
wcag
Title: Perfil de saúde, condição física e quedas em idosos: Idosos integrados em programas de exercício físico municipais do distrito de Beja, Portugal
Authors: Gomes, Margarida Isabel Boteta
Orientador: Loureiro, Vânia Azevedo Ferreira Brandão
Keywords: Programas multifatorais
Exercício físico
Condição física
Quedas
Idosos
Issue Date: 31-Jul-2020
Citation: Gomes, M. (2019). Perfil de saúde, condição física e quedas em idosos: Idosos integrados em programas de exercício físico municipais do distrito de Beja, Portugal. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação.
Abstract: Enquadramento: A ocorrência de quedas apresenta uma etiologia multifatorial, dependente de fatores intrínsecos (aspetos fisiológicos, músculo-esqueléticos e psicossociais relacionados ao envelhecimento) e extrínsecos (relacionados com o ambiente) (Martin, 2011). O desenvolvimento ou a manutenção de competências que permitam ao idoso um bom desempenho motor são fundamentais para a manutenção da sua qualidade de vida e independência (Blain et al., 2010; Kodama et al., 2009). Metodologia: Os instrumentos selecionados para o presente estudo, de acordo com a metodologia quantitativa e qualitativa definida foram: questionário de informação sociodemográfica e de saúde; FES-I (escala de Eficãcia nas Quedas- Versão validades para a população portuguesa); IPAQ-E (questionário de atividade física - forma curta - versão portuguesa) Bateria de avaliação da aptidão funcional- Fullerton fitness test; bateria de avaliação do equilíbrio – Fullerton advanced balance; força de preensão manual; timed up and go (TUG) e plataforma de forças. Participaram no estudo 567, participantes nos programas de exercício físico municipais, de Beja, dos quais 15.5% (88) eram do género masculino e 84.5% (479) do género feminino. A idade dos participantes apresentou uma média de idades de 71.96 (± 9.6 anos). Todas as análises estatísticas foram obtidas através do software IBM SPSS 24.0, com o nível de significância definido para 0,05. Realizaram-se teste de Qui-quadrado, correlações de Pearson, teste de Kruskal-wallis e ANOVA TWO-WAY. Resultados: O presente estudo demonstrou que programas multifatoriais têm efeitos positivos na redução do índice de quedas e melhoria da capacidade de equilíbrio; a condição física influencia o risco de queda em idosos Conclusões: A prevenção de quedas deve focar-se no rastreio, avaliação e monitorização do risco e numa intervenção personalizada, MF, ajustada aos fatores de risco identificados. Nesta linha, os programas de EF, focados na componente de força, equilíbrio dinâmico e estático e aptidão cardiorrespiratória, devem ser personalizados face às características de cada comunidade.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/5338
Designation: Dissertação de mestrado em Atividade Física e Saúde. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação, 2019
Appears in Collections:D-AHD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
MargaridaGomes_Dissertação.pdf7.94 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons