Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5335
wcag
Title: Avaliação de riscos ergonómicos nos postos de trabalho administrativos e salas de aula de um estabelecimento de ensino superior
Authors: Miguel, Catarina Isabel Costa
Orientador: Isidoro, Rui Alberto da Silva Martins
Santos, Carla Maria Lopes da Silva Afonso dos
Keywords: Ergonomia
Mobiliário escolar
Estudantes e professores do ensino superior
Posturas
Salas de aula
Postos de trabalho administrativos
Issue Date: 28-May-2020
Citation: Miguel, C. (2019). Avaliação de riscos ergonómicos nos postos de trabalho administrativos e salas de aula de um estabelecimento de ensino superior. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e Gestão.
Abstract: A presente dissertação de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho, tem como principal objetivo avaliar os riscos ergonómicos existentes nas salas de aulas e nalguns postos de trabalho administrativos da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTIG) do Instituto Politécnico de Beja. O estudo ergonómico está com o conforto dos utilizadores nas mais devidas tarefas do dia-a-dia. De uma forma integrada pretende-se promover a segurança, a saúde e o bem-estar do utilizador, bem como a eficácia do sistema em que está envolvido. Para esse efeito foi necessário um estudo das medidas antropométricas dos funcionários não docentes e aplicar o método de avaliação. O estudo tem como objetivo geral conhecer a perceção do bem-estar ergonómico dos funcionários docentes, dos funcionários não docentes e dos discentes da ESTIG. Para alcançar o objetivo definido foi aplicado um questionário aos discentes, funcionários docentes e funcionários não docentes, foram também aplicados Métodos de Avaliação de Riscos Ergonómicos a três funcionários não docentes, durante a realização das suas atividades profissionais nos postos de trabalho administrativos. No que diz respeito à prevalência de sintomas associados às lesões musculoesqueléticas relacionadas com o trabalho, concretizado através da análise da frequência das respostas assinaladas no Nordic Muskuloskeletal Questionnaire (NMQ), aferimos que as queixas no pescoço, ombros e região lombar prevalecem em 46 %, 35% e 56% de toda amostra. Verificamos ainda que 53% dos respondentes disseram que a cadeira não fornece um suporte firme para o apoio dorsal, adotando assim, uma postura não adequada, e ainda 61% dos respondentes dizem sentir desconforto térmico. No caso da aplicação no método Rapid Upper Limb Assessment (RULA) e Rapid Entire Body Assessment (REBA) aos três funcionários não docentes, apresentavam melhorias na sua postura após a informação fornecida.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/5335
Designation: Dissertação de mestrado em Segurança e higiene no trabalho. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e Gestão, 2019
Appears in Collections:D-ENG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Catarina_Miguel.pdf5.1 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons