Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5261
Full metadata record
wcag
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOliveira, Henrique-
dc.contributor.authorLopes, Manuel-
dc.contributor.authorFonseca, César-
dc.contributor.authorCaeiro, José-
dc.contributor.authorSantos, Margarida-
dc.date.accessioned2020-05-14T13:19:58Z-
dc.date.available2020-05-14T13:19:58Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationOliveira, H., Lopes, M., Fonseca, C., Goes, M., Caeiro, J., e Santos, M. (2020). Proposta de cobertura nacional da rede de cuidados integrados baseada em áreas de servidão obtidas a partir de sistemas de informação geográfica. Em V. Carioca (Ed.), Envelhecer em Tempos de Matrix: metáforas, reflexões e práticas em gerontotecnologia (pp. 139-152): RVJ - Editores, Lda. ISBN: 978-989-54630-7-7por
dc.identifier.isbn978-989-54630-7-7-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12207/5261-
dc.description.abstractObjectivos: Quantificar a população residente com 65 anos ou mais anos de idade abrangida por áreas de servidão de Equipas de Cuidados Continuados Integrados, para Portugal Continental, considerando um tempo de 60 minutos relativos à viagem, pelos profissionais de saúde, na condução de um veículo ligeiro. Métodos: A partir da localização do centro geográfico de cada Equipa de Cuidados Continuados Integrados (dados de entrada no sistema), calcular a respectiva área de servidão, com base na aplicação “Service Area Solver”, parte integrante do ambiente “ArcGIS Network Analyst” e que está incorporado no Sistema de Informação Geográfica sob o licenciamento da “Environmental Systems Research Institute”. Resultados: Os resultados demonstram que com este novo conceito de áreas de servidão, o número total de Equipa de Cuidados Continuados Integrados (280 à data da escrita deste artigo) abrangem um maior número de população residente com 65 ou mais anos de idade em toda a área geográfica correspondente ao território de Portugal Continental, comparativamente com o tipo de cobertura actual. Conclusões: Os autores deste estudo sugerem ser urgente o aumento da capacidade de intervenção destas equipas, pois podem ser configuradas para responder com grande proximidade territorial a uma maior proporção de população residente com 65 ou mais anos de idade, garantindo assim algumas economias, nomeadamente em tempo e em recursos.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherRVJ - Editorespor
dc.rightsclosedAccesspor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/por
dc.subjectAgeingpor
dc.subjectResident population with 65 or more years oldpor
dc.subjectRoad networkpor
dc.subjectIntegrated Continuing Care Teamspor
dc.subjectGeographic Information Systemspor
dc.titleProposta de cobertura nacional da rede de cuidados integrados baseada em áreas de servidão obtidas a partir de sistemas de informação geográficapor
dc.typebookPartpor
dc.peerreviewedyespor
degois.publication.firstPage139por
degois.publication.lastPage152por
degois.publication.titleEnvelhecer em Tempos de Matrix: metáforas, reflexões e práticas em gerontotecnologiapor
Appears in Collections:D-ENG - Livros e Capítulo de livro

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
PROPOSTA DE COBERTURA NACIONAL de ECCIs_introd.pdf339.06 kBAdobe PDFView/Open
PROPOSTA DE COBERTURA NACIONAL de ECCIs.pdf605.62 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons