Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5248
Full metadata record
wcag
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAmaral, Marta Isabel Casteleiro-
dc.contributor.advisorSantos, Carla Maria Lopes da Silva Afonso dos-
dc.contributor.authorVieira, Diana Maria Leal-
dc.date.accessioned2020-05-05T12:10:10Z-
dc.date.available2020-05-05T12:10:10Z-
dc.date.issued2019-11-14-
dc.identifier.citationVieira, D. (2019). Riscos psicossociais e o stresse ocupacional no Ensino Superior Politécnico: O caso dos professores do Instituto Politécnico de Beja. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e Gestão.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/20.500.12207/5248-
dc.description.abstractA presente dissertação aborda a problemática do stresse ocupacional que teve como objetivo geral estudar os sintomas e níveis de stresse nos docentes do ensino superior do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja). Procurou-se ainda, e a nível específico, identificar os níveis, fontes e fatores geradores de stresse ocupacional na profissão de docente; analisar a diferença na variável de stresse ocupacional em função das caraterísticas sociodemográficas; averiguar de que forma as caraterísticas socioprofissionais têm impacto nas situações de stresse ocupacional; e definir medidas de prevenção de stresse. Nesta investigação e em termos teóricos, procurou-se analisar o tema dos riscos psicossociais; stresse e stresse ocupacional; fatores, sintomas, efeitos e prevenção do stresse; caraterização da atividade docente do ensino superior; estudos realizados com professores e a relação entre os riscos psicossociais e os docentes. A investigação empírica baseou-se numa abordagem quantitativa, tendo por base um questionário sociodemográfico, que permitiu-nos descrever os participantes do ponto de vista pessoal e profissional; e um questionário de Stresse nos Professores do Ensino Superior (QSPES, Gomes, 2010), desenvolvido e testado pelo grupo de investigação representado pelo professor Doutor António Rui Gomes da Escola de Psicologia da Universidade do Minho. O QSPES pretende avaliar o stresse que foi mostrado pelos principais domínios de tensão nos professores do ensino superior. O questionário foi aplicado a 259 professores das quatro escolas que constituem o IPBeja, durante o mês de maio e junho de 2019, obtendo-se uma amostra de 84 docentes, sendo que 61% (n=51) eram do género feminino e 39% (n=33) eram do género masculino. Os resultados obtidos alertaram para elevados níveis de stresse ocupacional em função do género sendo prevalecente entre os indivíduos do género feminino, sendo a razão deste mal-estar a conciliação entre o trabalho e a vida pessoal e familiar e as obrigações burocráticas e de caráter administrativo inerentes à atividade profissional.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/por
dc.subjectEnsino Superior Politécnicopor
dc.subjectIntervençãopor
dc.subjectProfessorespor
dc.subjectRiscos psicossociaispor
dc.subjectStresse ocupacionalpor
dc.titleRiscos psicossociais e o stresse ocupacional no Ensino Superior Politécnico: O caso dos professores do Instituto Politécnico de Bejapor
dc.typemasterThesispor
dc.pagination108 f.por
dc.identifier.tid202450201por
thesis.degree.nameDissertação de mestrado em Segurança e higiene no trabalho. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e Gestão, 2019por
Appears in Collections:D-ENG - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Diana_Vieira_mestrado.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons