Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/5243
wcag
Title: Development of a microencapsulated prototype to deliver low-molecular weight proteins at the onset of exogenous feeding of marine fish larvae
Authors: Nunes, Bruno Filipe da Lança Guerreiro
Orientador: Palma, Silvina A. P. Marques Maia Ferro
Pinto, Wilson Gabriel Poseiro Coutinho
Keywords: Encapsulação
Microdietas
Larvas de peixe
Primeira alimentação
Nutrição
Desmame
Dourada
Linguado-do-Senegal
Aquacultura
Issue Date: 19-Dec-2019
Citation: Nunes, B. (2019). Development of a microencapsulated prototype to deliver low-molecular weight proteins at the onset of exogenous feeding of marine fish larvae. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária.
Abstract: O objetivo desta tese foi o desenvolvimento de um protótipo microencapsulado de baixa lixiviação proteica, para fornecer proteínas de baixo peso molecular a larvas de peixe. Foi obtida uma redução de 75% de lixiviação proteica no protótipo microencapsu-lado em relação a um controlo não encapsulado. Procedeu-se à inclusão do protótipo mi-croencapsulado numa microdieta comercial a dois níveis [8.5% (CAP8.5) e 30% (CAP30)] e testou-se em duas espécies modelo para a aquacultura: dourada (Sparus au-rata) e linguado Senegalês (Solea senegalensis). A ingestão de alimento, o crescimento e a sobrevivência foram avaliados nas duas espécies. Nas larvas de dourada foi utilizada uma estratégia de co-alimentação com alta substituição de alimento vivo pelas microdietas produzidas à abertura de boca. As larvas de dourada apresentaram uma boa aceitação das microdietas desde a abertura de boca, aumentando também a quantidade de alimento ingerido ao longo do ensaio, tornando possível o desmame aos 23 dias após eclosão. Até aos 12 dias após eclosão, as larvas apresentaram um melhor crescimento com a microdieta CAP30. No final do ensaio, aos 34 dias após eclosão, as larvas de dourada apresentaram um melhor crescimento com a microdieta CAP8.5. Nas larvas de linguado Senegalês, as microdietas foram utilizadas à abertura de boca sem adição de alimento vivo. Os resultados mostram que a ingestão de alimento nas larvas de linguado Senegalês foi, no geral, baixa e variável durante o tempo do ensaio e não mostraram uma tão boa aceitação às microdietas como as larvas de dourada. O melhor crescimento foi obtido com a microdieta CAP30. Apesar de um bom crescimento, as lar-vas de linguado-do-Senegal foram incapazes de completar a metamorfose. Em todos os tratamentos experimentais, foram observados resultados positivos de sobrevivência. Em conclusão, esta tese descreve o desenvolvimento de um protótipo microen-capsulado com baixa lixiviação e alto potencial biológico, que poderá ser incluído em microdietas para larvas de peixe.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/5243
Designation: Dissertação de mestrado em Eng.ª Alimentar. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior Agrária, 2019
Appears in Collections:D-TCA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Bruno_Nunes_Mestrado.pdf758.15 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons