Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4702
wcag
Title: Prescrição e avaliação da prestação de atletas amadores de btt, segundo dois métodos de treino diferentes
Authors: Constantino, Helena Sofia Morais
Orientador: Murta, Luís
Keywords: Btt
Avaliação física
Antropometria
Prescrição
Avaliação
Treino por zonas
Treino por sensações
Metodologia do treino
Issue Date: 31-Mar-2017
Citation: Constantino, H. (2017). Prescrição e avaliação da prestação de atletas amadores de btt, segundo dois métodos de treino diferentes. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação.
Abstract: A prática de ciclismo na vertente btt, é cada vez mais, uma modalidade em crescimento, o que justifica um maior investimento na investigação aplicada. É neste enquadramento que surge o presente trabalho, cujoo objetivo é perceber qual o método de treino mais eficaz na melhoria da performance dos atletas, nomeadamente o método de treino por zonas de frequência e o método por sensações. A amostra foi constituída inicialmente por 8 indivíduos, quatro do género masculino e quatro do género feminino, contudo um deles não pôde concluir o estudo devido a um problema de saúde. Dois indivíduos do género masculino e dois do género feminino urtilizaram o método de treino por zonas de frequência, enquanto que os restantes indivíduos realizaram o método de treino por sensações. O estudo consistiu na realização de uma avaliação inicial a cada individuo, nomeadamente a realização de um teste máximo na bicicleta de forma a recolher os valores de Vo2 máximo e lactato, bem como recolha de pregas, perímetros, frequência cardíaca de repouso, peso, altura, IMC e pressão arterial. De seguida procedeu-se à prescrição de três mesociclos de treino. Após este período os indivíduos foram sujeitos a uma nova avaliação. Na comparação dos resultados obtidos nos dois testes, verificamos que: - No que se refere ao vo2 máximo relativo e absoluto, existiu uma melhoria em 3 indivíduos do método de treino por zonas (TZ). O outro individuo desse mesmo método piorou o vo2 máximo. Em relação ao método de treino por sensações (TS), verificámos que 1 individuo piorou, 1 melhorou e outro manteve. - Em relação ao limiar anaeróbio verificámos, nos indivíduos do método TZ que 2 indivíduos diminuíram esse mesmo valor e 2 mantiveram. Nos indivíduos do TS, 2 mantiveram os valores do limiar e 1 aumentou. No Epoc rápido, verificamos uma melhoria em todos os indivíduos dos dois métodos de treino à semelhança da frequência cardíaca de repouso. - Relativamente aos níveis de lactato, uma vez que não nos foi possível recolher os valores aos indivíduos em todos os momentos de teste torna-se difícil realizar uma comparação entre métodos; - Quanto aos valores antropométricos verificaram-se os seguintes resultados: na gordura corporal dos indivíduos do TZ existiram melhorias em 3 indivíduos e apenas 1 manteve os valores. Nos indivíduos do TS 1 individuo melhorou e 2 pioraram. Em relação à gordura visceral, 3 indivíduos mantiveram os valores e 1 melhorou no TZ. No TS 1 dos indivíduos aumentou o valor, 1 diminuiu e outro manteve; - O peso e consequentemente o imc, apresentaram melhorias em todos os indivíduos menos num dos indivíduos de cada um dos métodos. Relativamente à massa muscular, melhoraram os valores 3 indivíduos e apenas 1 manteve no TZ. No TS nenhum dos indivíduos melhorou os valores de massa muscular. A densidade óssea dos indivíduos do TZ, diminuiu em 3 dos indivíduos e manteve-se igual noutro. No TS os valores aumentaram em 2 dos indivíduos e diminuíram noutro; - Por fim relativamente à água corporal, 3 indivíduos melhoraram os valores e apenas um manteve o valor no TZ. No TS verificámos que 1 dos indivíduos melhorou os valores e 2 diminuíram. Posto isto, verificámos que os indivíduos que realizaram o método de treino por zonas de frequência apresentaram, no geral, melhores resultados que os indivíduos que realizaram o método de treino por sensações.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4702
Designation: Dissertação de mestrado em Atividade física e saúde escolar. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação, 2017
Appears in Collections:D-ECSC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Helena Constantino.pdf10.32 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons