Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4686
wcag
Title: A aprendizagem cooperativa como metodologia para a inclusão
Authors: Silva, Maria de Fátima Dias Figueira Costa da
Orientador: Santos, Maria Teresa Pereira dos
Keywords: Educação inclusiva
Necessidades educativas especiais
Trabalho cooperativo
Issue Date: 11-Jul-2017
Citation: Silva, M. (2017). A aprendizagem cooperativa como metodologia para a inclusão. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação.
Abstract: Este estudo desenvolveu-se em duas escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico de um dos Agrupamentos de Beja e teve como principal finalidade compreender quais as práticas de cooperação utilizadas pelos docentes que se revelam facilitadoras da inclusão de alunos com Necessidade Educativas Especiais (NEE). O trabalho trata de inquirir se existe uma cultura cooperativa entre os alunos e se esse trabalho em equipa, caso exista, favorece práticas mais inclusivas que beneficiem as crianças com necessidades educativas especiais. Tendo em conta esta finalidade foram formuladas as seguintes questões: De que forma as práticas de um professor que adota a metodologia cooperativa podem ser mais facilitadoras da inclusão de alunos com NEE?; Em que medida metodologias cooperativas contribuem para a autonomia de todos os alunos?; Como perspetivam os alunos a inclusão de colegas com NEE na sala de aula? O quadro teórico de referência desta investigação assenta essencialmente no tema da inclusão e nas estratégias de trabalho cooperativo. Neste estudo recorreu-se a uma metodologia de natureza qualitativa e interpretativa, bem como quantitativa e o design foi o estudo de caso. A recolha de dados foi efetuada através de uma entrevista semiestruturada a duas docentes e quatro alunos, e de um inquérito por questionário, elaborado maioritariamente com perguntas fechadas, e preenchido por trinta docentes. Os dados recolhidos foram posteriormente submetidos a tratamento através de SPSS e de análise de conteúdo, seguindo os passos recomendados para a mesma por Bardin (2008). Os resultados do estudo evidenciam que a maioria dos professores inquiridos utiliza a aprendizagem cooperativa e a pedagogia diferenciada como estratégias pedagógicas em sala de aula e que estas estratégias ajudam a responder às necessidades individuais, contribuindo para o sucesso dos alunos. Contudo, alguns deles revelam ainda muita hesitação tendo o trabalho colaborativo entre docentes assumido um papel importante para a implementação destas novas práticas.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4686
Designation: Dissertação de mestrado em Educação especial – especialização no domínio cognitivo e motor. Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Educação, 2017
Appears in Collections:D-ECSC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Maria de Fátima Silva.pdf4.01 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons