Skip navigation
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/20.500.12207/4667
wcag
Title: A Intervenção do assistente social como elemento de uma equipa local de intervenção precoce
Authors: Lopes, Daniela Sofia Ramalho
Orientador: Espírito Santo, Adelaide Pereira Jacinto do
Keywords: Intervenção precoce
Assistente social
Família
Criança
Modelo transdisciplinar
Formação específica
Issue Date: 13-Jul-2017
Citation: Lopes, D. (2017). A Intervenção do assistente social como elemento de uma equipa local de intervenção precoce. (Dissertação de mestrado não publicada). Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Educação.
Abstract: A participação dos assistentes sociais em serviços de Intervenção Precoce (IP) começou a ganhar importância através do Despacho Conjunto n.º 891/99, que promoveu a integração deste profissional em equipas multidisciplinares nos serviços de IP. Atualmente, a intervenção recomendada em IP tem por base uma compreensão do desenvolvimento infantil numa perspetiva holística, em que os profissionais devem desenvolver as suas ações tendo em conta o modelo transdisciplinar. O presente estudo pretende averiguar “A Intervenção do Assistente Social como elemento de uma Equipa Local de Intervenção Precoce”, tendo em conta as funções e competências deste profissional, chamado a intervir em diferentes modelos de atuação em equipa: multidisciplinar, interdisciplinar ou transdisciplinar. Foram questionadas 10 equipas locais de intervenção do distrito de Beja e Évora, onde houve a participação de 13 assistentes sociais. Utilizouse uma metodologia mista para analisar os dados recolhidos. Embora as práticas recomendadas em IP apontem para uma intervenção segundo o modelo transdisciplinar, os dados mostram-nos que nem sempre isso acontece nas equipas, sendo, no entanto, a atuação segundo esse modelo a que gera mais gratificação a estes profissionais e que melhor adesão tem por parte das famílias. As conclusões que se depreendem com o estudo apontam para a necessidade de as Assistentes Sociais obterem formação contínua, tanto ao nível do suporte teórico da IP como de saberes que estão inerentes à prática da profissão, com o intuito de oferecer um serviço de qualidade junto das famílias e das crianças que são acompanhadas pelas ELI’s.
URI: http://hdl.handle.net/20.500.12207/4667
Designation: Dissertação de mestrado em Educação especial - especialização no domínio cognitivo e motor. Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Educação, 2017
Appears in Collections:D-ECSC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
wcag
File Description SizeFormat 
Daniela Lopes.pdf2.57 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons